Venho retomar as nossas viagens. Temos andado um pouco ausentes, é certo, mas estamos cheios de coisas novas para contar e mostrar.
O Dia Mundial da criança, como o próprio nome nos faz esperar, é que seria mesmo mundial e que o pequeno V ia passar o seu dia numa qualquer festa por estes lados. Mas a verdade é que, em Bruxelas, não tivemos direito a comemoração do dia dos mais pequeninos.
E será que precisamos mesmo de um dia especial para festejar (mais ainda) a alegria que é ter uma criança todos os dias na nossa vida?! Eu penso não. E uma das nossas preocupações, enquanto pais, é a de proporcionar-lhe momentos para que ele tenha novas experiências e estímulos. Os fins de semana são planeados em função disso, até porque com o tempo tão instável ainda, nem sempre temos oportunidade para sair e passear tantas vezes quanto as que desejávamos, durante a semana.
No sábado, apesar de ficarmos pela cidade, tentamos experimentar e passar por sítios que não são muito habituais para nós. E aviso, desde já, que não vou colocar fotografias do que foi o nosso almoço e lanche, porque, numa das raras vezes que acontece, não acertamos uma!!! 
Descemos até ao museu dos Instrumentos Musicais (MIM), que tem um restaurante no topo do edificio. A vista é, de facto, maravilhosa e o espaço também tinha tudo para que tivesse sido um óptimo almoço. Porém, mal chegamos, o responsável, assim que viu que trazíamos um carrinho de bebé, começou a levantar problemas. Em qualquer lugar da sala em que nos sentássemos, iríamos estar a perturbar o trabalho dos empregados (?!). Entretanto, lá nos conseguimos meter num canto, e pedir o menú. Outra desilusão!! E a nossa cara assim que vimos os pratos, foi tão evidente, que até a empregada perguntou se estava tudo bem!! Sem dúvida que esta experiência ficou muito aquém do esperado.
Mas, como nem tudo é 100% mau, aqui ficam as fotografias da vista. 
E, atenção, o MIM vale muito, muito a pena visitar. Além da beleza exterior do edificio, o museu apresenta uma colecção de mais de 1200 instrumentos do mundo inteiro e de todas as épocas. Mas a originalidade, é que nós podemos, de facto, ouvir uma grande parte desses instrumentos.
Vista do terraço do restaurante #1

Vista do terraço do restaurante #2

Vista do terraço do restaurante #3

Vista para o edifício do MIM

Junto ao MIM

Junto ao MIM

Comentários

comentários